Se você já pensou sobre os custos que envolvem o marketing da sua empresa e os resultados obtidos pela sua estratégia, precisa ler este artigo.

Assine nossa newsletter e receba em primeira mão dicas e materiais que irão ajudar sua empresa a crescer.

Phillip Kotler, considerado o pai do marketing e atualmente um dos maiores expoentes contemporâneos do assunto, pontua:

“Dá-se muita atenção ao custo de se realizar algo. E nenhuma ao custo de não realizá-lo”.

Em vez de se perguntar o quanto custa manter uma estratégia de marketing na sua empresa, você já pensou o quanto perde ao não dar atenção ao setor?

Uma boa estratégia de marketing eleva o valor do seu negócio no mercado, desperta o interesse no consumidor e gera vendas.

Entenda a função do marketing

Não são poucos os ambientes de negócios que contam com um entendimento equivocado sobre marketing. Em especial no varejo, ainda há quem acredite que o marketing serve para ajudar a loja a ficar livre daquelas mercadorias que estão há meses na prateleira sem giro.

Atualmente, com a pulverização do uso das redes sociais, também é comum a crença de que marketing é algo feito somente na internet. Para esses, basta um pouco de domínio técnico sobre tecnologia e funcionamento das redes sociais.

No entanto, o marketing vai muito além da comunicação. Uma estratégia eficaz envolve os seguintes pontos:

  • Pesquisa de público-alvo e persona;
  • Visão de mercado;
  • Mapeamento de necessidades que antecede a produção e o lançamento de um produto;
  • Maneiras de fazer uma distribuição eficaz;
  • Meios para fazer que a mensagem da marca alcance seu público.

Como fica claro, o marketing é muito abrangente, começando antes mesmo do produto. A comunicação é o resultado de diversas decisões anteriormente definidas pela equipe e a venda é a consequência. Conforme pontua Kotler:

“Marketing não é a arte de descobrir maneiras inteligentes para se desfazer do que você produz. Marketing é a arte de criar um valor legítimo para o cliente.”

Viu só? Marketing não é custo, é investimento! Trata-se do setor que vai gerar valor para o consumidor muito além do produto ou serviço que ele está adquirindo.

O marketing como investimento

Toda a receita usada para remunerar um serviço que traz retorno à empresa deve ser considerada um investimento. O investimento em marketing e comunicação significa impulsionar as vendas.

Imagine uma empresa que não investe em marketing com outra que mantém os trabalhos regularmente. A tendência é que esta última tenha um melhor posicionamento, oferecendo aos seus clientes mais valor.

Compreender quem é o seu cliente e como o seu produto vai ajudá-lo tem o poder de definir

A era da informação torna a tomada de decisão do consumidor cada dia mais complexa. Com o smartphone em mãos e acesso à internet, ele detém o conhecimento sobre quais as melhores opções de produtos e serviços para solucionar o problema apresentado.

Se a sua empresa não investe em marketing, está perdendo uma oportunidade de ser considerada pelo público uma autoridade naquilo que faz e vende. Caso o seu concorrente já faça esse investimento, posicionando-se de forma adequada nos canais de mídia, é ainda mais provável que você perca clientes.

Relacionamento com o cliente é tudo

Com a informação na palma da mão, perde quem deixa de lado a oportunidade de ser encontrado com facilidade e de promover um diálogo com o consumidor. Kotler aborda as mudanças de papéis trazidos pelas tecnologias em seu livro “Marketing 4.0 – do tradicional ao digital”.

Se antes da era dos smartphones quem detinha mais informações sobre o produto era o próprio vendedor, hoje os papéis estão invertidos. Quando o cliente não se sente atraído por uma marca, significa que ela não gera valor para ele.

Quando a marca não faz o trabalho de manter um relacionamento com esse cliente, vai perdê-lo para quem faça.

Trabalho recorrente

Qualquer nicho de mercado sofre com aquelas épocas do ano em que as vendas baixam. Geralmente, é nesses períodos que o trabalho com marketing é lembrado, como se fosse a salvação da lavoura.

Se você resolver ir à academia apenas nos meses de verão, fica difícil exibir o tão sonhado corpo malhado na praia. E quando não segue os treinos recomendados pelo instrutor também não alcança os resultados desejados.

Com o marketing é a mesma situação. O planejamento de comunicação com o cliente, definido por meio das estratégias, deve ser colocado em prática regularmente independente do momento do ano ou da sua empresa.

O investimento em marketing não tem relação com a sazonalidade. Repare nas marcas consagradas que já são líderes em seus mercados. O fato de ter alcançado o sucesso encerrou os processos de marketing que envolvem propagandas na televisão e nas redes sociais?

Muito pelo contrário. Toda empresa bem estruturada entende que o marketing não é custo, é investimento, e abandoná-lo significa abrir mão da liderança no mercado.

Quanto custa fazer o marketing?

Antigamente, investir em marketing e propaganda ficava restrito a quem contava com orçamento generoso para pagar por espaços em mídias tradicionais. Esses meios não permitem a segmentação da audiência ou mesmo medir o retorno.

A boa notícia é que o custo-benefício do investimento em marketing está mais barato e também mais preciso. As mídias sociais têm custo mais baixo, permitem que você faça comunicação especificamente com quem tem interesse no seu produto ou serviço e permite o cálculo do retorno sobre o investimento – ROI.

 Então, qual sua desculpa para não investir em marketing?

Contar com especialistas da área é fundamental para garantir que o trabalho dê o resultado esperado. A Agência Conecta conta com uma equipe completa para diagnosticar suas necessidades e impulsionar os seus negócios. Entre em contato.

Achou interessante?
Compartilhe com quem você acha que irá gostar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Continue Lendo!