Como fazer um cardápio vendedor - Conteúdo Conecta - Agência de Marketing
Daniel Banin

Daniel Banin

Daniel Banin é CEO da Conteúdo Conecta - Agência de Marketing. Empreendedor, apaixonado por marketing e especialista em estratégias para negócios PME.

O que é um cardápio?

Cardápio é uma lista que contém as comidas e bebidas oferecidas por um restaurante, bar, danceteria, balada, lanchonete, hamburgueria, choperia, entre outros estabelecimentos que comercializam produtos alimentícios.

Existem maneiras de transformar um cardápio no melhor vendedor que um estabelecimento pode ter em um PDV (ponto de venda) e é sobre elas que vamos falar neste vídeo:

Quer transformar seu cardápio em uma máquina de vendas?

Ok, vamos então passar algumas dicas de como você pode começar a fazer um cardápio vendedor:

Descreva as opções que oferece

Aguce os sentidos do seu cliente. Ao invés de simplificar a especificação do produto, utilize recursos de linguagem que promovem a vontade de comer.

Uma pesquisa da Universidade de Illinois, concluiu que cardápios com pratos explicados de modo levemente romântico, vendem 27% mais que cardápios comuns, com descrições de ingredientes apenas.

Por exemplo, ao invés de deixar apenas a descrição: “espaguete ao sugo, queijo parmesão ralado e manjericão”, use algo como: “espaguete ao sugo, regado de queijo parmesão ralado de textura suave e delicada, com um toque de ervas aromáticas do mar mediterrâneo”.


Não use R$

Se quer fazer com que o consumidor não fique receoso em gastar, não use nenhum símbolo relacionado a dinheiro no cardápio. Coloque só o preço sem usar o R$, pois elementos que remetem a dinheiro tendem a deixar o consumidor mais cauteloso. Mais “mão-de-vaca”.

Posicione seus produtos estrategicamente 

Outra coisa bem interessante, de acordo com um estudo coreano, ⅓ das pessoas tem a tendência de pedir o que lhe chama mais a atenção. Então, vale colocar os pratos que dão mais lucro para o estabelecimento (geralmente os que são mais caros) ou os “carros-chefes” da casa no canto superior esquerdo, por exemplo, onde o cliente bate o olho primeiro. E colocar os pratos de maior valor antes, de quebra, fará com que os pratos seguintes aparentem ter um valor bem atrativo “mais barato”.

Use imagens atrativas

Agora uma dica que para muitos pode ser parecer obvia, mas que muitos restaurantes desconsideram. só coloque fotos atrativas no cardápio. Invista no uso de fotos bem atrativas e bonitas, isso se chama ativar o ‘apettite apeal’. Ou seja, fotos profissionais, com produção, aumentam a vontade de consumir os pratos e as feitas de qualquer jeito, sem iluminação adequada e tratamento podem causar repulsa e jogar contra o seu negócio.

Coloque as bebidas nas últimas páginas do cardápio

Quase todo mundo que senta pra comer algo, pede um líquido para acompanhar. Portanto, deixar a sessão de bebidas por último faz com que o cliente passe e visualize todas as páginas do seu cardápio, ou seja, veja todos os seus produtos, até chegar na parte de bebidas. Assim, seu negócio consegue mostrar todas as suas opções e instigar que o cliente consuma outras opções, como acompanhamentos e sobremesas, elevando as chances de aumentar o ticket médio por cliente.

Dica Bônus: O nome do prato

O nome de um prato também pode influenciar alguém a pedi-lo. Existem alguns gatilhos emocionais que podem ser usados, como por exemplo, nomes que remetem à família, pois é um elemento que ativa a nostalgia. Exemplo: ‘Espaguete da Nonna’ ou a Caipirinha do Tio. Além disso, para aumentar a credibilidade de um prato, vale optar por nomes que remetam a região da qual ele é originário, como por exemplo: Cacio e Pepe Romano, Pão-de-Ló de Lisboa e por aí vai…

Inscreva-se e receba nossas novidades

Receba uma Análise Gratuita!

Receba uma análise gratuita de suas Redes Sociais ou Website. Recomendaremos o melhor serviço para sua empresa.

LEIA TAMBÉM...

Fechar Menu