como fazer para ficar na primeira página do Google

Você já deve ter ouvido falar da importância do SEO e do quanto ele é necessário para empresas que desejam ficar no topo das buscas. Certo?

Provavelmente, já sabe que de nada adiantará ter um site lindo e cheio de conteúdo rico se não conseguir boa colocação nos resultados de busca do Google.

O que talvez não saiba é: hoje o Google está dando mais valor a conteúdo relevante do que nunca.

A prova é o tal do Google RankBrain…

Nome estranho, né? Mas é algo fácil de ser explicado: trata-se de um sistema que analisa a interação dos usuários com os resultados das buscas.

E por que ele faz isso?

Para separar conteúdos relevantes dos conteúdos que não atendem às expectativas dos usuários do mecanismo de busca, com o objetivo de deixá-los cada vez mais satisfeitos.

Na prática, funciona assim:

Você pesquisa “Como fazer arroz”, acha o terceiro resultado atraente e clica nele…

Então, depois de devorar cada palavra do artigo e de assistir ao vídeo inserido nele, sente-se feliz por ter encontrado um conteúdo tão acessível e esclarecedor.

Depois cinco minutos na página se considera apto a fazer arroz vendado, inclusive. E a dar workshops sobre o tema.

O que levará o Google RankBrain a valorizar esse conteúdo e, consequentemente, a jogá-lo ao topo das buscas.

O inverso também é verdadeiro: se você clicar no primeiro resultado que aparecer e, em vez de topar com um conteúdo capaz de sanar suas dúvidas de maneira interessante, der de cara com algo chato e que nada tem a ver com o que busca, não vai demorar a sair do site, não é mesmo?

E se comportando assim mandará um alerta vermelho ao RankBrain.

Algo como: “Esse conteúdo não supre as minhas necessidades!”.

O que fará com que o site perca posições no Google, muito provavelmente.

O Google quer dar uma boa experiência ao usuário, lembra?

Então, como você talvez tenha notado, o Google RankBrain dá importância a duas coisas:

1. O tempo que os usuários permanecem na sua página (Dwell Time)

O tempo que a pessoa permanece em sua página é a bola da vez, sério.

Algo que precisa considerar se quiser ficar no topo das buscas.

E de acordo com um estudo feito pela SearchMetrics, os sites que estão no topo das buscas do Google têm uma média de 3:10 de Dwell Time.

Ou seja, o conteúdo deles é bom o suficiente para fazer com que os usuários permaneçam no site por mais de 3 minutos!

Então, se quiser também um lugarzinho ao Sol, ou melhor, no topo das buscas… Invista em conteúdo capaz de suprir as necessidades dos que entrarão em seu site.

Forneça o bastante para que eles fiquem no SEU território!

Nada de títulos fakes que só servem para atrair audiência. Isso é um tiro no pé, acredite.

Só prometa respostas que poderá dar em seu conteúdo, OK?

2. A CTR orgânica da sua página (mantê-la alta o manterá no topo das buscas!)

Imagine que você tem um consultório odontológico e que seu site começa a aparecer em buscas relacionadas ao termo “implante”, por exemplo…

Imaginou?

Agora imagine que, mesmo aparecendo nas buscas, os usuários não cliquem em seu site.

O que acha que o Google vai pensar de você? Hein?

Vai pensar que não está sendo útil, oras!

Que não está oferecendo o que os usuários do mecanismo desejam.

E sabe o que fará?

Ele vai rebaixá-lo, vai ficar lá no final, tipo uns timinhos aí…

Se quando aparecer nas buscas seu site receber cliques, porém, o Google vai lhe dar moral e jogá-lo para o topo.

Entendeu?

CTR, que significa click-through rate, é uma métrica que serve para analisar a taxa de cliques que um site está recebendo.

E calculá-la é fácil: basta dividir o número de cliques que seu site recebeu pelas vezes em que ele apareceu e, depois, multiplicar por 100.

Se seu site apareceu 10 vezes e recebeu 4 cliques, por exemplo, então divida 4 por 10 e multiplique por 100. Terá uma CTR de 40%.

E como fazer parar otimizar sua CTR orgânica?

Muitas são as técnicas…

Há um infográfico gringo bem legal e completo sobre o assunto.

Agora que já compreendeu o tipo de conteúdo que o Google considera relevante, que tal fazer o seu?

Aposte nisso, sério, e, com certeza, conseguirá melhorar sua posição nos mecanismos de busca.

Sem contar que vai manter seu público satisfeito com o seu conteúdo, né? O que é fundamental para que ele não recorra à concorrência.

Boa sorte e… Vejo você no topo das buscas!

Ah, e caso queira a nossa ajuda para dar visibilidade ao seu negócio, clique aqui.

Inscreva-se e receba nossas novidades

Receba uma Análise Gratuita!

Receba uma análise gratuita de suas Redes Sociais ou Website. Recomendaremos o melhor serviço para sua empresa.

LEIA TAMBÉM...

Fechar Menu