Thumb_Público Alvo x Persona
Por Daniel Banin

Por Daniel Banin

Daniel Banin é CEO da Conteúdo Conecta.

Você sabe qual a maneira mais eficiente de conhecer o seu público? Dentro do marketing de conteúdo, entender quem é seu público-alvo e sua persona é o primeiro passo para criar uma estratégia certeira, produzir conteúdo direcionado ao seu potencial cliente e gerar valor para ele. 

As principais vantagens de conhecer o seu público antes de produzir qualquer conteúdo são:

  1. Você não perde tempo com estratégias ineficazes.
  2. Produz melhores conteúdos.
  3. Escolhe canais mais eficientes.

Dentre aquilo que chamamos de público, precisamos diferenciar público-alvo e persona. Essa diferença surgiu devido às mudanças de comportamentos e aos novos hábitos do consumidor na era digital.

Neste artigo, você vai conhecer as principais diferenças entre público-alvo e persona e entender a importância de aplicar essa estratégia na hora de produzir novos conteúdos para atender às verdadeiras necessidades do seu potencial cliente. Acompanhe a leitura e confira!

Qual a diferença entre público-alvo e persona?

Público-alvo considera o número de pessoas atingidas pelo produto ou serviço que a sua empresa oferece. Ele envolve características demográficas, socioeconômicas e comportamentos que definem ações para o seu negócio.

As principais características do público-alvo:

  • Apresenta uma definição ampla do seu público.
  • Não fala sobre hábitos.
  • Não se refere a alguém específico.
  • São pessoas que podem querer seu produto ou serviço.

 

Quando você tem um público-alvo definido, fica muito mais fácil saber quais canais podem ser mais eficientes para divulgação das suas campanhas.

Exemplos de público-alvo:

  1. Homens de 25 a 35 anos com formação superior, renda mensal entre R$ 2 mil a R$ 5 mil, casados, moradores da região leste paulistana e que fazem compras recorrentes de tênis pela internet.
  1. Mulheres de 18 a 25 anos, empreendedoras, com renda média de R$ 2 mil por mês, solteiras, residentes na capital do Rio de Janeiro e que adoram viajar.

 

Persona, por sua vez, é um personagem fictício, conhecido como buyer persona ou avatar (com definição de características como: o que faz e do que gosta), que representa o seu cliente potencial e seus verdadeiros interesses.

 As principais características da persona:

  • Apresenta definição específica sobre seu público.
  • Traz detalhes sobre hábitos e interesses.
  • Refere-se a um personagem específico.
  • É o consumidor ideal. 

Com uma persona bem definida, sua estratégia tem grande chance de se tornar muito mais efetiva. Isso ajuda a entender melhor os comportamentos de compras do seu cliente e a entregar melhores conteúdos.

Exemplos de Personas:

  1. Mateus tem 23 anos, já é formado em curso superior de tecnologia da informação e trabalha como analista de mídias em uma pequena agência de marketing digital. Ganha entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, é casado, possui um filho e é bem resolvido profissionalmente. Gosta de comprar tênis pela internet, já tem um gasto mensal separado para isso e está sempre atento às novidades e promoções das marcas e dos e-commerces O seu radar fica em elimnar os fretes altos que acompanham produtos renomados. Costuma seguir digital influencers e profissionais do esporte no Instagram. Mora na Zona Leste da capital de São Paulo e costuma sair toda semana com a família, para parques e para a casa de familiares. Também reserva um tempo para ir com os amigos a bares e baladas, pelo menos uma vez por mês. Todas às quintas-feiras joga futebol em uma quadra society com amigos. Gosta de se vestir bem, mas sem sair do conforto, dentro e fora do trabalho.
  1. Laura tem 25 anos, é especialista em marketing de conteúdo e atualmente atua como redatora freelance produzindo conteúdos para web. Ganha entre R$3 mil a R$5 mil, é solteira e não tem filhos. É bem resolvida, sabe o que quer. Apaixonada por conhecer novos lugares, todos os meses ela faz uma reserva financeira e planeja as próximas viagens. Laura passa boa parte do seu tempo livre assistindo a tutoriais de mochileiros no YouTube. Recentemente
    mudou-se para Paraty em busca de uma vida mais tranquila. Não pretende arrumar emprego fixo, nem namorar sério tão cedo, pois espera realizar muitas viagens e isso, na visão dela, pode atrapalhar seus planos.

Dicas para criar sua persona

Agora que você já sabe as principais diferenças entre persona e público-alvo, é hora de definir o perfil da sua persona alinhada com seu público. Essa etapa é fundamental para direcionar o seu cliente na tomada de decisão.

  1. Colete informações sobre o público-alvo

Nessa etapa, é importante saber coletar as informações necessárias do seu público-alvo para construção da sua persona. A boa notícia é que há diversas ferramentas na internet disponíveis, até mesmo gratuitamente, que podem ajudar nesse processo. 

Duas maneiras práticas para coletar esses dados são: pesquisas direta e indireta.

Pesquisa direta:

  1. Pesquisa de leads.
  2. Entrevistas com clientes.
  3. Pesquisa de mercado.
  4. Pesquisa on-line.

Pesquisa indireta:

  1. Facebook
  2. Google Analytics.
  3. LinkedIn
  1. Analise os resultados encontrados

Depois de fazer a pesquisa é hora de analisar os resultados com muito cuidado. Com os dados compilados, analise as dificuldades comuns e os objetivos similares do seu potencial cliente. Além disso, você vai conseguir mapear a jornada de compra da sua persona e utilizar essas informações para alinhar sua estratégia de conteúdo.

3. Mapeie as necessidades da persona

O que a incomoda? O que a deixa insatisfeita, seja na vida profissional ou na vida pessoal? Ao identificar as dores da persona, você encontrará boas oportunidades de desenvolvimento de conteúdo. Além de entender as necessidades, é necessário encontrar uma solução para elas. Essas dores podem não estar vinculadas diretamente ao seu negócio, mas influenciam na decisão de compra do cliente se você souber reconhecê-las.

4. Defina as estratégias de conteúdo

Adaptar a linguagem e as técnicas de persuasão para solucionar os diferentes problemas que suas personas enfrentam é a maneira eficaz de criar conteúdo para atrair leads que podem ser seus potencias clientes. Usar gírias, memes, infográficos como estratégia de captar a atenção dessa persona são consideradas iscas digitais e que correspondem sucesso na estratégia criada dentro do funil de vendas.

Como você pôde perceber, tanto a persona quanto o público-alvo são fundamentais para definição de uma boa estratégia e estão relacionadas a fases diferentes dentro do marketing de conteúdo. Enquanto o público-alvo aponta dados gerais sobre o seu potencial cliente, a persona mostra dados mais específicos e essenciais que ajudam você a criar uma conexão mais precisa com o público.

Quer entender mais detalhes nesta diferença? Assista ao vídeo que a Conteúdo Conecta elaborou para este tema:

Em que fase você está? Delimitando o público-alvo ou construindo a persona? Comente aqui como tem sido seu processo e quais dúvidas têm!  

Compartilhe esse artigo agora...

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Inscreva-se e receba nossas novidades

Receba uma Análise Gratuita!

Receba uma análise gratuita de suas Redes Sociais ou Website. Recomendaremos o melhor serviço para sua empresa.

LEIA TAMBÉM...

Fechar Menu